Portal do Governo Brasileiro

O que é o TELELAB?

O TELELAB é um programa de educação continuada, do Ministério da Saúde, que disponibiliza CURSOS GRATUITOS, cujo público alvo são os profissionais da área de Saúde.

Certificação

Nossos cursos são certificados pela Universidade Federal de Santa Catarina. Clique aqui para saber mais sobre o processo de certificação.

Área do Aluno

Quinta, 14 Dezembro 2017

Novas terapias para Hepatite C são aprovadas pela Anvisa

Avalie este item
(1 Voto)

São os medicamentos: Zepatier e Harvoni, que ampliam as opções para o tratamento da infecção.Os dois medicamentos novos aprovados pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vão ampliar as opções para o tratamento da hepatite C no Brasil, e serão incorporados no SUS no primeiro semestre de 2018.

Os novos produtos, Zepatier e Harvoni, se juntam aos medicamentos da nova geração que já são ofertados no SUS, que são considerados eficazes e apresentam taxa de cura em torno de 95%, como o daclatasvir, simeprevir, sofosbuvir e ombitasvir/veruprevir/ritonavir+dasabuvir (3D).

O medicamento Zepatier é uma associação em dose fixa dos princípios ativoselbasvir e grazoprevir. O produto é indicado para administração por via oral em adultos uma vez ao dia, para o tratamento da hepatite C crônica (genótipos 1 ou 4) em adultos.

Já o medicamento Harvoni é uma associação entre os princípios ativosledipasvir e sofosbuvir, e será utilizado por via oral em adultos uma vez por dia. O Harvoni é indicado -em combinação ou não com ribavirina- para o tratamento da hepatite C crônica (genótipo 1) em adultos.

Sobre a hepatite C- A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que há 71 milhões de pessoas infectadas com o vírus da hepatite C no mundo. As hepatites virais constituem um enorme desafio à saúde pública mundial, exigindo uma política bem estruturada de saúde pública. Nesse contexto, informações epidemiológicas atualizadas são fundamentais e necessárias.

Atualmente, no Brasil, estima-se que 656 mil pacientes necessitem de tratamento para hepatite C.  Essa projeção foi feita por meio de modelo matemático que visa estimar a atual população infectada pelo vírus da hepatite C e a progressão em diferentes cenários dessa patologia no Brasil, uma iniciativa do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV e das Hepatites Virais, do Ministério da Sáude, em parceria com OPAS/Washington e em colaboração comCenter for Disease Analysis(CDA),

O Ministério da Saúde tem incorporado as inovações tecnológicas para o tratamento desse agravo, e vem anunciando o tratamento para todos os pacientes com hepatite C, independentemente, do nível de lesão hepática. A meta foi apresentada pelo Ministério da Saúde, durante a abertura da Cúpula Mundial de Hepatites 2017 – World Hepatitis Summit, em novembro, em São Paulo (SP).

Fonte: http://www.aids.gov.br/pt-br/noticias/novas-terapias-para-hepatite-c-sao-aprovadas-pela-anvisa