Portal do Governo Brasileiro

O que é o TELELAB?

O TELELAB é um programa de educação continuada, do Ministério da Saúde, que disponibiliza CURSOS GRATUITOS, cujo público alvo são os profissionais da área de Saúde.

Certificação

Nossos cursos são certificados pela Universidade Federal de Santa Catarina. Clique aqui para saber mais sobre o processo de certificação.

Área do Aluno

Quinta, 08 Março 2018

Projeto colaborativo estuda a epidemiologia da hepatite B no Brasil

Avalie este item
(0 votos)

O objetivo é estimar a atual população infectada pelo vírus da hepatite B e implementar ações estratégicas de combate a esse agravo

O Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV e das Hepatites Virais (DIAHV) realizou, nesta terça-feira (27), reunião preparatória sobre o projeto colaborativo na área de epidemiologia da hepatite B no Brasil. O estudo é uma iniciativa do Departamento em colaboração com a OPAS/Washington e com o Center for Disease Analysis (CDA).

A reunião teve como objetivo discutir os dados que serão utilizados na elaboração de modelo matemático que visa estimar a atual população infectada pelo vírus da hepatite B e a progressão da doença em diferentes cenários dessa patologia no país. Será elaborado um modelo matemático semelhante ao que foi utilizado para hepatite C. Essa modelagem tem como base dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) bem como informações já publicadas e em fase de estudos sobre a hepatite B.

O projeto tem a função de determinar a população de pessoas portadoras do vírus B, traçar diretrizes para a gestão deste agravo, principalmente no sentido de implementar as ações estratégicas de combate à hepatite B, ampliar a cobertura vacinal, o diagnóstico e tratamento, visando a eliminação desde agravo até 2030. As hepatites virais constituem um enorme desafio à saúde pública em todo o mundo, exigindo uma política bem estruturada de saúde pública.

Esta reunião preparatória é para o próximo encontro, que será realizado no dia 14 de março.

O encontro reuniu, via videoconferência, Nick Walsh, representante da OPAS/Washington; Jonathan Schmelzes, do Center for Disease Analysis (CDA); Sirlei Maria de Oliveira Lobato, da Secretaria Estadual de Saúde do Acre; Juan Miguel Villalobos Salcedo, da Universidade de Rondônia.

Participaram de forma presencial: Maria Cassia Jacintho Mendes Correa, da USP, Mario Guimarães Pessoa, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP); Paulo Roberto Abrão, da USP-CRT/Dst/Aids; Wornei Silva Mirando Braga, da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado; Fernanda Fernandes Souza, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP); Maria Lúcia Cardoso Gomes Ferraz, da Universidade Federal de São Paulo (USP); e técnicos da área de Hepatites Virais do DIAHV.

Fonte: http://www.aids.gov.br/pt-br/noticias/projeto-colaborativo-estuda-epidemiologia-da-hepatite-b-no-brasil