Portal do Governo Brasileiro

O que é o TELELAB?

O TELELAB é um programa de educação continuada, do Ministério da Saúde, que disponibiliza CURSOS GRATUITOS, cujo público alvo são os profissionais da área de Saúde.

Certificação

Nossos cursos são certificados pela Universidade Federal de Santa Catarina. Clique aqui para saber mais sobre o processo de certificação.

Área do Aluno

Histórico

Em 1997, o Brasil sentia o impacto da epidemia de AIDS e a necessidade de oferecer treinamento aos profissionais envolvidos no diagnóstico da infecção. Na época, a Dra. Miriam Franchini coordenava a Unidade de Laboratório do Programa Nacional de DST e AIDS do Ministério da Saúde e apresentou à então Diretora do programa, Dra. Lair Guerra de Macedo Rodrigues, a ideia TELELAB. Um grupo multidisciplinar composto pela pedagogas Maristela Marteleto, Maria Lucia Ribnick e pelos cientistas Luiz Fernando Góes Siqueira, Luiz Alberto Peregrino Ferreira, Maria Luiza Bazzo e Oscar Jorge Berro, foi reunido para desenvolver um sistema de ensino a distância que permitisse o treinamento em escala dos profissionais envolvidos no diagnóstico das doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a AIDS.

Havia necessidade de padronizar as condutas e melhorar a qualidade do diagnóstico laboratorial, em todo o país. Na primeira etapa do TELELAB, foram criados e produzidos oito cursos: Técnicas para coleta de secreções, Técnicas para coleta de sangue, Técnica de coloração de Gram, Cultura, isolamento e identificação de Neisseria Gonorrhoeae, Diagnóstico laboratorial de Chlamydia trachomatis, Diagnóstico sorológico da sífilis e os dois cursos sobre diagnóstico sorológico da infecção pelo HIV: testes de Triagem e testes Confirmatórios. Essa primeira série de cursos foi entregue ao público no dia 7 de abril de 1997 e contou com a colaboração de inúmeros especialistas de diferentes instituições que estão devidamente creditados nos materiais disponíveis. Nessa ocasião, o TELELAB conquistou o prêmio Hélio Beltrão de inovação em virtude da sua criatividade, alcance e tecnologia utilizadas e também foi contemplado com o Prêmio About de comunicação.

A necessidade do desenvolvimento de novas séries foi apontada por demanda da própria rede de saúde pública. Com o Dr. Pedro José Novaes Chequer na direção do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV) e ainda sob a Coordenação da Drª. Miriam Franchini, novos cursos foram produzidos: Biossegurança, Controle de qualidade de testes sorológicos e Utilização e Monitoramento de Equipamentos são alguns dos oito títulos apresentados na segunda série do TELELAB. Para atender a área e em parceria com a Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados, uma terceira série, também sob a mesma coordenação foi elaborada. Todos os cursos eram oferecidos em vídeos em VHS e, posteriormente, em DVD e manuais que eram enviados gratuitamente pelo correio, para todo o território nacional.

Em 2008, houve a necessidade de revisão e atualização de alguns conteúdos e a Dra Lilian Amaral Inocêncio, sob o comando da então diretora do DDAVH Drª Mariângela Batista Simão, demandou a produção de cinco novos títulos que foram coordenados pela Profa. Dra. Maria Luiza Bazzo: Biossegurança, Coleta de sangue, sífilis e dois cursos sobre o diagnóstico do HIV, incluindo os testes rápidos que começaram a ser utilizados em locais sem infra-estrutura laboratorial.

A partir de 2011, visando a ampliar o acesso às informações técnicas do TELELAB, foi criada a plataforma TELELAB na internet, sob a coordenação do Prof. Dr. Luiz Alberto Peregrino Ferreira e com o Dr. Dirceu Greco como diretor do DDAHV.

Em 2013, o Dr. Fabio de Caldas Mesquita assumiu a direção do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Com o entendimento de que o TELELAB era imprescindível para o treinamento dos profissionais envolvidos no diagnóstico e monitoramento das DST, Aids e das Hepatites Virais, buscou junto ao então Secretário de Vigilância em Saúde Dr. Jarbas Barbosa, os recursos necessários à revitalização desse projeto. Novamente, com a Dra Miriam Franchini à frente da Coordenação de Laboratório do DDAHV, visando à expansão da abrangência didática e de público, o TELELAB passou por mais uma revolução: atualizou e ampliou os conteúdos técnicos, atualizou metodologia utilizada, modernizou a estrutura tecnológica e atingiu públicos fora do território nacional. Mais uma vez o TELELAB reforça sua marca no mercado de educação continuada como uma ferramenta livre, gratuita, democrática e consciente das demandas sociais. Sob a Coordenação do Prof. Dr. Luiz Alberto Peregrino Ferreira, 11 novas aulas foram produzidas.

Atualmente, o projeto TELELAB é coordenado pela Profa. Dra. Lucy Maria Bez Birolo Parucker e representa uma alternativa para a capacitação a distância de profissionais que atuam na área de saúde. Fundamentado nos princípios da capacitação e atualização, implantados para aperfeiçoamento profissional, é reforçado por práticas pedagógicas atuais e temas pontuais visando a atualização de profissionais do segmento. Todos os cursos são gratuitos e estão disponíveis online.